Os Dinossauros existiram?

Graça e paz! Que Deus venha te abençoar muito através da leitura deste artigo. Quando eu era pequeno amava assistir filmes e desenhos, nos quais eram estralados por dinossauros, esperava atenciosamente em minha casa o momento de começar a “A Família Dinossauro”, muitos se lembram do Baby: “não é a mamãe, não é a mamãe”.

Quando pequeno acreditava em tudo que aquilo era verdade, ficava encantando com os efeitos especiais, que na época eram bem precários, até nos dias de hoje assisto muitos filmes de dinossauros. Fiquei abismado com ultimo lançamento: “Jurassic World”,  quanta realidade nos movimentos, quanta magia naquele filme, então, fiquei pensando, temos provas físicas que esses seres existiram, pois os esqueletos estão sendo achados, então a minha pergunta é a seguinte: “Qual período que eles existiram? E quando foram extintos?” Vamos neste artigo responder essas perguntas.

Os Dinossauros existiram

Quando começaram a encontrar os Dinossauros?

Até o ano de 1822 nada se sabia sobre os dinossauros no mundo moderno, até esse momento não tinha noticias, fosseis ou qualquer outra coisa que comprovasse a existência desses seres vivos.

As coisas começaram a mudar quando o Doutor Gideão Mantell e sua esposa visitavam um paciente no interior da Inglaterra, como era de costume deles. No caminho, acharam algo diferente que lhe chamou atenção de ambos, curiosos pegaram, e viram que se tratava de um grande dente petrificado, que o Doutor Mantel disse ser um fóssil.

Doutor Mantel levou este achado ao Doutor Richard Owen, que pesquisando o artefato e estudando sobre aquele fóssil teve a iniciativa de chama-lo de Dinossauro que significa: “Terrível réptil, ou poderoso lagarto”.

Alguns Dinossauros:

Iguanodonte (Dentes de iguana)

7 Metros de comprimentos, 4 metros de altura, patas que mediam 60cm de comprimento, 4metros entre uma pegada e outra.

Brontossauro (Lagarto Trovão)

29 metros de comprimento, 6 metros de altura nos ombros, 12 metros de altura da cabeça cerca de 5 andar, 70 toneladas, comia pedra com plantas, cérebro do tamanho de uma laranja, pegadas que caberiam cerca de 3 homens dentro.

Como os evolucionistas e os criacionistas (Cristão) comprovam a existência dos Dinossauros

Evolucionistas: A teoria da evolução acredita que eles foram um melhoramento de pequenos lagartos ou animais parecidos com a salamandra, com o passar do tempo foram se evoluindo e se transformaram em diferentes tipos de Dinossauros. A teoria é a mesma sobre a evolução humana.

Criacionistas: Mas a teoria da Criação baseada na Bíblia, nos diz que Deus criou os diferentes tipos de animais, não importa seu tamanho, vejamos: “21 – E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom. 25 – E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.” (Genesis 1: 21,25).

Uma Criação perfeita, incluindo os grandes animais, tudo pela mão do nosso criador. Afirmando no final de sua obra: “que tudo era bom”.

Será que foi Deus mesmo que criou os dinossauros? Será que realmente ele quis fazer uns animais tão feios como os dinossauros? Vamos analisar outro seguimento criacionista;

“E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirão; e comerás a erva do campo.” (Genesis 3: 17-18). Podemos verificar nestes versículos que houve uma maldição com a entrada do pecado.

“Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama. E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Então se arrependeu o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração”. (Genesis 6: 4-6), podemos nestes versículos que também existiu um gigantismo e crueldade incomparável.

Esses eventos ocasionou mudanças na vida do homem, na vida animal e vegetal  e nos aspectos geográficos, toda a estrutura térrea, humana, vegetal e animal, sofreram um certo grau de mutação, lembrando que a palavra e o processo de mutação nada tem em comparação com o sistema ou teoria da evolução. Essas modificações sofridas, foram ocasionadas devido alguns fatores, como: Mutação, seleção natural e Amalgamação.

Datação dos Dinossauros:

Os evolucionistas tentam afirmar que os dinossauros viveram no período jurássico e cretáceo, cerca de 200milhões de anos atrás. Baseando sua teoria em duas suposições: Extratos geológicos ou faixas rochosas que supõem ser cronológicas, e a outra teoria e a datação por carbono 14.

Porém há algumas dificuldades para afirmar essa teoria, pois existi algumas vasões que nos permiti questionar e não validar essas informações, tais como: “Os extratos geológicos são apenas teorias que os evolucionistas inventaram, e por sua vez a datação por carbono 14 ou radioativo, só merece confiabilidade com cálculos de até 4 mil anos atrás, deixando assim totalmente vaga a teoria.

Os criacionistas acreditam, então que os dinossauros foram criados na semana da criação mencionada em Genesis 1, e viveram no mesmo período em que os homens gigantes pré-diluvianos viveram.

Para os evolucionistas, os dinossauros surgiram e desapareceram  repentinamente, o que se torna, para eles, no “mais intrigante acontecimento da vida sobre a terra”.  Essa teoria acredita que eles desapareceram das seguintes formas:

  • Ficaram tão grandes que adoeceram,
  • Os ovos dos Filhotes foram comidos por gambas;
  • Houve uma enorme explosão de meteoros rochosos; (Lembrando que o Big Bang ficou fora da teoria).

Para os Criacionistas temos algumas bases para afirmar:

  1. Ou os dinossauros extinguiram-se antes do Dilúvio, sem motivo aparente. Argumentam para justificar essa teoria que temos animais sendo extintos diante dos nossos olhos e até agora não conseguimos descobrir exatamente as causas dessa extinção em alguns deles. Como, então, podemos saber como desapareceram os dinossauros vários séculos atrás? Sobre essa primeira interpretação, diz o Dr. Christiano da ABPC: “Algumas de nossas traduções do livro de Jó 40.15-19 substituem a palavra original no texto ‘benemote’ por ‘rinoceronte’, ‘hipopótamo’ ou ‘elefante’. Nenhum desses animais, entretanto, corresponde à descrição. Nem o maior deles, o elefante, possui uma cauda que se enrijece como o cedro. A descrição do livro de Jó parece inequivocamente a de um dinossauro, o que significa que Jó, ou alguém em seu tempo, deve ter visto pelo menos um desses animais.”.
  2. Ou foram preservados do Dilúvio na Arca, e se extinguiram logo após. Para sustentar essa tese da extinção pós-diluviana, é apresentada a hipótese de que os dinossauros precisavam de toneladas de alimento todo dia, e as condições, porém, não eram mais favoráveis à sua sobrevivência.
  3. Ou foram extintos nas águas do Dilúvio. Quanto aos aquáticos, foram se extinguindo devido às alterações na temperatura e nas propriedades das águas marinhas. Uma espécie de El Nino e La Nina7 da época diluviana. Apenas alguns conseguiram sobreviver. Exemplo disso é o caso do navio pesqueiro japonês Zuiyo Maru que, em 1977, próximo da Nova Zelândia, pescou um animal marinho que possuía nove metros de comprimento e pesava quase dois mil quilos. Pela foto, muito semelhante a um Pleitossauro, feroz predador, supostamente do período Jurássico.

 

Os Dinossauros existiram?
3.3 (66.67%) 3 votes

Receba Estudos Bíblicos Grátis 

Coloque Seu Email no Formulário

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!