Quem foi o Apostolo Paulo!

Vamos analisar neste artigo a personalidade de Paulo de Tarso. Paulo não pertenceu ao grupo dos dozes discípulos durante a vida de Jesus na terra, não andou com Jesus, não ouviu suas palavras, não contemplou seus gestos, não aprendeu lições diretamente com ele, mas foi um dos seus maiores seguidores.

Vamos analisara a personalidade negativa e positiva de Paulo, não vamos nos ater muito ao seu ministério terrestre, pois sua história é muito longa e espetacular, porém este artigo vai te auxiliar a entender algumas ações deste apostolo em seu ministério, você poderá enriquecer seus sermões e pregações no que diz respeito a este homem.

Uma observação a ser feita, que vamos detalhara a personalidade de Paulo, na verdade de Saulo, antes do apóstolo ser chamado por Deus. Boa Leitura!

Quem foi o Apostolo Paulo

Característica negativa do Apostolo Paulo

Paulo era um jovem radical, extremamente agressivo, discriminador, exclusivista, ambicioso e ansioso. Foi o mais culto dos discípulos, mas, antes de se tornar cristão, foi também o mais arrogante e violento dos homens (Atos 8.3). Suas verdades eram absolutas. Para ele, o mundo era do tamanho dos seus preconceitos. Excluía de forma impressionante quem não pensasse como ele.

Não se contentou em ter um discurso ferrenho contra os seguidores de Jesus de Nazaré. Considerava-os uma praga que devia ser extirpada da sociedade: “E SAULO, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do SENHOR, dirigiu-se ao sumo sacerdote”. (Atos 9.1)

Para ele, Jesus não passava de um herege, um enganador, um corpo estranho em Israel. Nenhum cristão o havia ferido diretamente, mas ele se achava o mais lesado dos homens. Tinha a versão pelas pessoas sem conhecê-las pelo simples fato de pensarem contrariamente às ideias da sua religião.

Paulo rejeitava os outros sem penetrar na sua história, sem analisar suas dores, sonhos, intenções. Tinha o pior tipo de ódio, o ódio gratuito. Aprisionava pessoas porque era um prisioneiro dentro do seu próprio ser.

Levou os seguidores de Jesus à morte; o desespero deles não lhe tocou a emoção. Os homens clamavam por misericórdia, mas ele permanecia insensível. As mulheres choravam pedindo piedade, pois tinham filhos para criar, mas ele as encerrava em prisões. Paulo colocou suas verdades acima da vida humana. Pessoas assim são socialmente perigosas.

A cena de Estevão foi chocante. Paulo ouviu o brilhante discurso desse homem amável e inteligente. Os Judeus, irados, o apedrejaram publicamente. Paulo assistiu à cena e consentiu na sua morte. As primeiras pedras esfacelaram o corpo de Estevão, rompendo músculos e artérias, produzindo hemorragias e dor indescritível, com a emoção petrificada. A morte de Estevão encadeou uma série de mortes de cristãos.

Paulo seria a última pessoa a ser chamada de discípulo de Jesus. Era a última pessoa que o merecia; “Porque eu sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus”. (I Coríntios 15.9).

Apesar das suas características positivas, era uma pessoa destrutiva. Era o mais hábil intelectualmente e o mais violento socialmente, capaz de dizimar seus opositores. Sua mudança é simplesmente incrível.

Paulo disse na epístola aos efésios que se considerava o menor de todos os cristãos. Suas palavras não são apenas o reflexo da sua humildade, mas revelam o peso das suas lembranças. Ele não se esqueceu do que fez, quando ainda não temia ao Senhor. Creio que isso martelava  na cabeça de Paulo.

Embora tivesse superado seus conflitos, estes geraram cicatrizes visíveis que estão contidas claramente ou nas entrelinhas de todas as suas cartas. As lágrimas e as feridas que provocou jamais se apagaram da sua memória.

Característica positiva de Paulo

Paulo era uma pessoa de um conhecimento invejável, falava hebraico, grego e aramaico. Sua coragem, perspicácia e capacidade de argumentação, expressas em seus escritos, são espantosas. Nos tempos atuais, conseguiria assumir o controle de qualquer equipe de políticos intelectuais.

Jovem empreendedor, Paulo aproveitava as oportunidades para cumprir suas metas. Era um excelente orador, embora fosse exclusivista e preconceituoso, havia dentro de si uma inquietação. Ele buscava respostas. Era agitado, tenso, e ansioso.

Apesar de cometer atitudes desumanas, era fiel à sua consciência, não tinha receio de expressar seus pensamentos em público. Podia correr risco de morrer, mas não conseguia se calar. Nada no mundo o convenceria a mudar suas convicções, a não ser a própria consciência, por isso, ele se tornou um discípulo de modo totalmente diferente dos demais. Aquilo em que ele acreditava controlava o seu ser. Foi drástico nas perseguições, mas quando aprendeu a amar o Mestre da Vida, ninguém se entregou tanto à causa.

O encontro de Paulo com Jesus é comovente, vamos trabalhar um artigo com o tema “Caminho de Damasco”, para detalhar melhor a vida deste homem após sua conversão. Entenderemos por que ficou conhecido como o apóstolo dos Gentios. E verificar a mudança inacreditável que aconteceu na vida de Paulo.

Quem foi o Apostolo Paulo!
5 (100%) 2 votes

Receba Estudos Bíblicos Grátis 

Coloque Seu Email no Formulário

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!